quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Não sei de onde vem tamanha súplica em forma de dor,
não sei pra onde foi o tão eterno e grande amor.
Porém o que bem sei, é dessa espera soluçando música e esperança,
que em cansaço me transformou.

Eu sou aquela sombra que vai na vida a caminhar,
atrás de cada passo seu que eu teimo em observar.
E fico torturada e torturando-me no esplendor de tua bela imagem
tatuada em mim por seu amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário